IoT e Marketing Conectado: como a Internet das Coisas transforma o varejo

Você já ouviu falar sobre a Internet das Coisas?
banner do artigo

Precisa de inovação e transformação digital para o seu negócio?

Encontre os melhores especialistas aqui na SIS Innov & Tech!

Fale com a Nossa Equipe

De forma bem resumida, a IoT (Internet of Things, em português Internet das Coisas) é uma tecnologia que conecta objetos do nosso dia a dia à internet. Apesar de o nome parecer estranho, sua função já é bastante conhecida, pois isso inclui coisas como a Alexa, que responde aos nossos comandos de voz; lâmpadas que ligam e desligam com um toque no celular; smart TVs que podemos controlar com nosso telefone; e até mesmo smartwatches que monitoram nossa saúde.

A parte mais interessante é que a IoT não é apenas útil em nossas casas, ela também está transformando a maneira como as empresas, especialmente as lojas, fazem negócios e como nos atendem. Então agora é hora de explicar como a combinação da IoT com o marketing está fazendo uma grande diferença no mercado de varejo.

Imagine que você vai a uma loja e, sem perceber, seu smartphone e outros dispositivos estão enviando informações sobre o que está olhando e comprando na loja. Isso ajuda o estabelecimento a entender melhor o que você gosta e a personalizar ofertas e promoções que mais se encaixam no seu perfil.

Além disso, a IoT ajuda as lojas a manterem seus produtos controlados em estoque, evitando que eles acabem e que você não encontre o que procura. Ela também torna a sua experiência de compra mais conveniente, como pagar sem pegar a carteira.

O que é a IoT?

A Internet das Coisas nada mais é que uma tecnologia que permite a conexão de objetos e dispositivos comuns à internet, tornando-os "inteligentes" e capazes de coletar, enviar e receber dados. Essa união entre objetos do mundo real e a web permite que eles compartilhem informações e ajam de acordo com o que foi coletado, muitas vezes sem a necessidade de intervenção humana.

A IoT envolve uma variedade de dispositivos, desde eletrodomésticos até sensores industriais e veículos. Mas como a Internet das Coisas funciona?

Conectividade: A IoT depende da conexão à internet para que os dispositivos possam transmitir e receber dados. Isso pode ser feito por meio de Wi-Fi, Bluetooth, redes de celular ou outras tecnologias de comunicação.

Processamento de dados: Os dados são recebidos por um computador ou servidor na nuvem. Lá, eles são processados e analisados.

Tomada de decisões: Com base nos dados coletados, decisões podem ser tomadas. Isso pode envolver a automação de tarefas, como ligar e/ou desligar aparelhos, ou enviar alertas e informações úteis para as pessoas.

Feedback para usuários: Os resultados ou informações são enviados de volta para os usuários por meio de aplicativos em smartphones, tablets, computadores ou até mesmo outros dispositivos IoT.

Sensores e dispositivos inteligentes: Dispositivos IoT, geralmente, estão equipados com sensores que coletam informações, como temperatura, umidade, movimento, localização, entre outras. Esses sensores permitem que os dispositivos capturem dados do ambiente.

A conexão entre IoT e Marketing

Antes de mergulharmos nas vantagens da IoT para o marketing no varejo, é fundamental compreender como a Internet das Coisas e o marketing estão interligados.

Com a coleta e análise de dados da IoT, os varejistas podem segmentar o público-alvo, personalizar campanhas de marketing e aprimorar a experiência do cliente. Isso quer dizer que é possível oferecer produtos e promoções de acordo com cada perfil, além de segmentar os materiais que servirão como pós-venda e/ou iscas para atrair esses clientes posteriormente.

Além disso, com a integração da IoT, também podemos controlar informações internas, facilitando a oferta ao consumidor e garantindo que o item adquirido esteja disponível em estoque ou numa loja mais próxima à residência do consumidor - em caso de opção de retirada.

Isso garante a fidelização do público e o sucesso no mercado do varejo, principalmente em períodos de grandes vendas, como é o caso da Black Friday.

Alexa: uma peça da revolução da IoT

Um bom exemplo sobre como a IoT está presente no nosso dia a dia é a Alexa.

Quando lançado, o dispositivo parecia ser algo extremamente revolucionário. Hoje, a impressão que temos é de que não sabemos mais desapegar dessa função no cotidiano, já que ela é o nosso despertador, lembrete das atividades, nos ajuda a ler livros e até mesmo nos conta piadas.

Esse pequeno objeto de design atrativo captura informações do ambiente, como temperatura, umidade, movimento e localização, tornando nossa interação com a tecnologia mais intuitiva e eficiente. E não, você não precisa se preocupar em configurá-lo sempre. Por exemplo, se você mora na cidade de São Paulo, mas viaja para Campinas e leva a sua Alexa, ela automaticamente identifica a sua localização, sem ser necessário executar uma ação de reconhecimento geográfico. Agora, imagine levar essa inovação para o próximo nível com um dispositivo que não apenas coleta dados, mas também age de acordo com eles. É assim que a IoT funciona.

Com a capacidade de se integrar a outros dispositivos IoT, ela se torna o centro de controle da sua casa inteligente, permitindo que você automatize tarefas e torne a vida cotidiana mais conveniente.

Você pode gostar:

O Papel do Low Code na transformação digital

imagem do autor

Por: Equipe SIS

5 de February de 2024
Leia mais
capa do artigo

A Revolução da IoT no varejo

A IoT está desempenhando um papel transformador no setor de varejo, alterando a forma como as empresas operam e como os clientes interagem com as marcas. Mas como identificar e explorar como a IoT está mudando o cenário desse mercado?

·      Análise de Comportamento do Consumidor

Os dispositivos IoT permitem que os varejistas coletem dados detalhados sobre o comportamento dos consumidores, como tempo gasto nas lojas, preferências de produtos e histórico de compras. Essas informações são necessárias para a personalização das campanhas de marketing e para a criação de estratégias mais eficazes.

·      Experiência do Cliente Aprimorada

A IoT possibilita uma experiência de compra mais conveniente e personalizada. Os varejistas podem usar dados da IoT para oferecer recomendações de produtos personalizadas, facilitar pagamentos sem atrito e criar ambientes de loja interativos.

·      Rastreamento de Ativos e Estoque

A gestão eficiente do estoque é essencial no varejo. Com a IoT, os varejistas podem rastrear o estoque em tempo real, evitando a falta de produtos nas prateleiras e reduzindo custos com armazenamento excessivo.

Vantagens da IoT no marketing

A combinação entre a  IoT e o marketing oferece uma série de vantagens estratégicas para os varejistas:

1.     Personalização de Campanhas de Marketing

A personalização de campanhas de marketing é um processo em que as empresas utilizam dados específicos coletados por meio da IoT para criar mensagens, ofertas e interações direcionadas a um cliente individual. Isso permite que as empresas se conectem de maneira mais eficaz com seus clientes, proporcionando experiências mais relevantes e satisfatórias.

2.     Melhoria da experiência do cliente

A IoT no varejo proporciona uma experiência muito mais personalizada e diferenciada. A automação simplifica a experiência de compra com carrinhos inteligentes, a navegação é aprimorada por sensores de localização, estoques são consultados em tempo real, evitando decepções, experiências imersivas cativam clientes, feedbacks são realizados em tempo real e os atendimentos demonstram o compromisso da empresa com a satisfação do consumidor. Mas uma das melhores opções, certamente, é a possibilidade de programas de fidelidade que incentivam retornos.

3.     Otimização de custos

Ao implementar a IoT em várias áreas do negócio, as empresas conseguem reduzir os custos operacionais de várias maneiras, desde economia de energia até redução de custos de mão de obra e manutenção. Isso não apenas economiza dinheiro, mas também aumenta a sustentabilidade e a competitividade. A IoT é uma ferramenta poderosa que impulsiona a otimização de custos em uma ampla variedade de setores.

4.     Tomada de decisões informadas

A IoT permite que as empresas coletem uma vasta quantidade de dados sobre o comportamento do consumidor. Isso inclui informações sobre o que os clientes compram, quando compram e como preferem comprar. A análise desses dados revela tendências de consumo significativas, como sazonalidade ou mudanças nas preferências do cliente. Elas podem direcionar decisões sobre estoque, promoções e estratégias de produtos.

Desafios e considerações de segurança na IoT para o marketing

A adoção da IoT no marketing apresenta inúmeras vantagens, mas também traz desafios significativos, especialmente em relação à segurança dos dados do cliente e à proteção contra ameaças cibernéticas, como por exemplo:

·      Privacidade dos dados do cliente: Com a coleta extensiva de dados, a privacidade é uma preocupação primordial. Os varejistas devem garantir que os dados pessoais dos clientes sejam protegidos e usados de maneira ética e transparente. Isso envolve a conformidade com regulamentações de privacidade, como o GDPR na Europa, e a obtenção de consentimento adequado dos consumidores para a coleta e uso de seus dados.

·      Proteção contra-ataques cibernéticos: Os dispositivos podem ser alvos de ataques cibernéticos. Os varejistas devem implementar medidas de segurança robustas para proteger os dispositivos e redes IoT contra invasões. Isso inclui a criptografia de dados, a autenticação de aparelhos e o monitoramento constante de possíveis ameaças.

·      Vulnerabilidades de segurança: Dispositivos IoT muitas vezes têm sistemas operacionais limitados e podem ser vulneráveis. A manutenção adequada, atualizações de firmware e patches de segurança são essenciais para mitigar riscos.

·      Gerenciamento de dados sensíveis: Dados coletados pela IoT podem incluir informações financeiras e pessoais sensíveis. Os varejistas devem implementar políticas rígidas de gerenciamento de dados e garantir que essas informações sejam protegidas contra acesso não autorizado.

·      Resposta a incidentes de segurança: Mesmo com medidas de segurança sólidas, incidentes podem ocorrer. Os varejistas devem ter planos de resposta a incidentes em vigor para lidar com violações de segurança e minimizar o impacto.

·      Conscientização e treinamento: A conscientização dos funcionários sobre segurança cibernética é fundamental. Os varejistas devem fornecer treinamentos regulares para garantir que a equipe esteja ciente das ameaças e saiba como agir para proteger os dados.

Você pode gostar:

6 curiosidades sobre o mundo da tecnologia

imagem do autor

Por: Equipe SIS

5 de February de 2024
Leia mais
capa do artigo

Implementando o marketing conectado com IoT

A implementação bem-sucedida da Internet das Coisas no marketing varejista requer uma abordagem estratégica e recursos adequados. Vamos explorar como as empresas podem dar os primeiros passos para adotar a IoT em suas estratégias de marketing, garantindo uma transição tranquila e eficaz:

Seleção de dispositivos adequados: O primeiro passo é escolher os dispositivos IoT mais adequados para atender aos objetivos de marketing. Isso pode incluir sensores, beacons, câmeras inteligentes, entre outros, dependendo das necessidades específicas da empresa.

Integração com sistemas existentes: A integração da IoT com os sistemas de TI existentes é crucial. Os varejistas devem garantir que os dispositivos sejam compatíveis com seus sistemas de gestão de clientes, análise de dados e outras ferramentas de marketing.

Coleta e análise de dados: Uma vez que os dispositivos IoT estejam em funcionamento, a coleta de dados começa. Eles devem ser analisados para extrair informações valiosas sobre o comportamento do cliente e o desempenho das estratégias de marketing.

Estratégias de marketing personalizadas: Com base nos dados, as empresas podem criar estratégias de marketing altamente personalizadas, incluindo recomendações de produtos, ofertas direcionadas e campanhas específicas para grupos de clientes.

Treinamento da equipe: É essencial treinar a equipe para entender como a IoT afeta as operações de marketing. Isso inclui a interpretação dos dados coletados e o uso eficaz das informações para melhorar as estratégias.

Monitoramento contínuo e ajustes: A implementação da IoT não é um processo estático. Os varejistas devem monitorar continuamente o desempenho dos dispositivos e ajustar suas estratégias de marketing com base nos resultados e nas mudanças nas tendências do mercado.

Segurança de dados: A segurança dos dados é fundamental. As empresas devem implementar medidas rigorosas para proteger os dados coletados pela IoT e garantir a privacidade do cliente.

A combinação da IoT e do marketing conectado está redefinindo o varejo e oferecendo oportunidades significativas para os varejistas inovadores. Ao coletar e analisar dados da IoT, sua empresa pode direcionar e escolher a melhor estratégia para atingir o público. Em um mercado de varejo em constante evolução, aqueles que abraçam a IoT e o marketing conectado estarão bem-posicionados para prosperar e atender às expectativas dos consumidores.

É exatamente por isso que aqui, na SIS, você encontra as melhores opções para impulsionar suas vendas e atingir seus objetivos e metas.

Explore o potencial dessa poderosa combinação para o seu negócio. A revolução já começou e você pode ser parte dela.

Fale agora mesmo com a nossa equipe.

Fale com a Nossa Equipe
Article Author profile

Autor:

Equipe SIS

Um time apaixonado por novidades e tecnologia!

Conteúdos Relacionados
imagem artigo
Vantagens do uso de Chatbot para as empresas
authorPor: Time SIS
Imagine se você pudesse ter um assistente pessoal 24/7 que não só responde às suas perguntas, mas também aprende com cada interação, ficando cada vez mais esperto? É exatamente isso que os chatbots fazem.
leia mais

Como a nossa cultura organizacional impacta nos resultados de nossos clientes
leia mais

Inovação e Colaboração: Como Criar uma Cultura de Inovação na Empresa
leia mais

Desenvolvimento Web: o recurso que vai mudar o seu negócio
leia mais